Quinta-feira, 28 de Novembro de 2013

Eu li... António Barroso (Tiago)

MÃE

 

De amor de mãe, em versos, tão cantado,

O maior exemplo é da Virgem Santa

Que, muda, vê, na cruz, que se levanta,

Seu filho, pelas lanças, trespassado.

 

No seu desfalecer, amargurado,

Uma forte dor, no peito, se implanta,

Com uma tristeza e amargura tanta

Como nunca se vira em nenhum lado.

 

De olhos chorosos, ela, então, confessa:

- Eu sei, meu Deus, eu sei que esta promessa

De morrer pelo homem, p´lo seu bem,

 

Foi, por ti, decretada, por amor,

Mas sou pobre mulher e a minha dor

Nasceu ao dar à luz, porque eu sou mãe.

 

In “Os Confrades da Poesia”

Ano IV – Boletim Bimensal Nº 48 – MaioJunho.2012

 

António Barroso (Tiago)
N. 1934

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 3 de Outubro de 2010

Eu li... Maria Albert...

PARA TI, MÃE Se me deixassem, Mãezinha, Que ao teu ventre eu voltasse, Acredita, amada minha, Riria, enquanto chorass...

Ler artigo
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

Eu li... Kalungano (P...

SONHO DE MÃE NEGRA Mãe negra Embala o seu filho E na sua cabeça negra Coberta de cabelos negros Ela guarda sonhos mara...

Ler artigo
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 15 de Julho de 2008

Eu li... Lopes Morgado

SÓ POR ISSO, MÃE Mesmo que a noite esteja escura,Ou por isso,Quero acender a minha estrela. Mesmo que o mar estej...

Ler artigo
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ver comentários (1) | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Visitas desde Agosto.2008


contadores digitales

.Ano IX

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Eu li... António Barroso ...

. Eu li... Maria Albertina ...

. Eu li... Kalungano (Pseud...

. Eu li... Lopes Morgado

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds