Domingo, 20 de Novembro de 2016

Eu li... Casimiro de Brito

DEITO-ME A TEU LADO

 

Deito-me a teu lado. Sou a tua sombra

no lençol. Vou decifrar a luz dos teus olhos,

não me dás tempo. Os teus dedos tocam-me no rosto,

descem à garganta, começam a soletrar

o mapa do meu corpo: um grão sob a axila, uma pálpebra

que cintila, o rubor do mamilo

e já teus dentes se ocupam

do outro. Pressionas músculos e ossos

ao mesmo tempo que toco ao de leve

um seio, um lábio: quero deter-me no joelho

onde leio quedas na neve

e no ballet. Não me dás tempo.

Os corpos rodam, as mãos buscam outra terra,

outras águas. Os seios na virilha,

a barriga no pescoço. Estaremos a caminhar

demasiado depressa? Acaricias onde prometo

uma haste de sol. Uma casa voadora

na margem deste mundo tão previsível.

Erigimos com os nossos corpos

a mais efémera das esculturas. As tuas mãos

convidam-me a voar. Agora sou eu

quem não te dá tempo, escavando e descendo

à fenda silenciosa. Ouço-a. Um canto leve

e depois allegro e depois mais fundo.

Já não sei onde estou, quem sou

sobre as fontes e os rios e os abismos

de ti. Sentas-te, lama delicada, no meu peito

e desces e ajustas os teus ninhos

ao pequeno pássaro que pouco a pouco

se agita. Palpo e bebo e retenho a terra volátil.

a espuma, a vegetação de coxas, nádegas, mamas e águas

flutuantes. Ora subo ao chão ora me enterro

no ar, no lábio onde começa uma árvore

que se eleva até às nuvens. Não me dás tempo,

eu quero a eternidade mas tu não me dás tempo

para te contemplar. Ânfora nua

que bebo por fora e por dentro.

Dou-te a minha vida em troca da tua.

 

In “69 Poemas de Amor”

4Águas Editora - 2008

 

Casimiro de Brito

(N. 1938)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Visitas desde Agosto.2008


contadores digitales

.Ano IX

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Eu li... Laura Riding

. Eu li... Carlos Drummont ...

. Eu li... Juan Ramón Jimén...

. Eu li... Vincenzo Cardare...

. Eu li... Mário Alencar

. Eu li... Mauro Manhiça

. Eu li... Umberto Saba

. Eu li... Raffaele Carrier...

. Eu li... Mia Couto

. Eu li... Cristina Sant'An...

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds