Sexta-feira, 28 de Junho de 2013

Eu li... Manuel António Pina

TEORIA DAS CORDAS

 

Não era isso que eu queria dizer,

queria dizer que na alma

(tu é que falaste na alma),

no fundo da alma, e no fundo

da ideia de alma, há talvez

alguma vibrante música física

que só a Matemática ouve,

a mesma música simétrica que dançam

o quarto, o silêncio,

a memória, a minha voz acordada,

a tua mão que deixou tombar o livro

sobre a cama, o teu sonho, a coisa sonhada;

e que o sentido que tudo isto possa ter

é ser assim e não diferentemente,

um vazio no vazio, vagamente ciente

de si, não haver resposta

nem segredo.

 

 

In “Atropelamento e Fuga”

Edições ASA

 

Manuel António Pina

1943 – 2012

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Domingo, 23 de Junho de 2013

Eu li... Eugénio de Andrade

TINHA UM CRAVO NO MEU BALCÃO

 

Tinha um cravo no meu balcão;

veio um rapaz e pediu-mo

- mãe, dou-lho ou não?

 

Sentada, bordava um lenço de mão;

veio um rapaz e pediu-mo

- mãe, dou-lho ou não?

 

Dei um cravo e dei um lenço,

só não dei o coração;

mas se o rapaz mo pedir

- mãe, dou-lho ou não?

 

In “Poesia e Prosa”

 

Eugénio de Andrade

1923 – 2005

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Terça-feira, 18 de Junho de 2013

Eu li... Sebastião da Gama

A MINHA HISTÓRIA

 

A minha história é simples

A tua, meu Amor,

É bem mais simples ainda:

 

"Era uma vez uma flor.

Nasceu à beira de um Poeta..."

 

Vês como é simples e linda?

 

(O resto conto depois;

Mas tão a sós, tão de manso,

Que só escutemos os dois.)

 

In “Cabo da Boa Esperança”

Portugália Editora

 

Sebastião da Gama

1924 – 1952

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quinta-feira, 13 de Junho de 2013

Eu li... Joaquim Pessoa

A VIDA ESTÁ ASSIM

 

A vida está assim: por telha aberta

chove o sangue em cima do calçado

fazendo o coração ficar alerta

não vá o mar chegar ao empedrado.

 

Adormecer num banco de jardim.

Sonhar coisas fugazes e eternas

deixando que alguns ratos de cetim

me subam ás varizes pelas pernas.

 

O tempo (esse animal) sofre de anginas

e já não há sequer zaragatoas,

overdoses, sprays, penicilinas

 

que troquem coisas más por coisas boas

tal como não se inventam as vacinas

contra o sorrateirismo das pessoas.

 

In “Sonetos Perversos”

Litexa Portugal

 

Joaquim Pessoa

N. 1948

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sábado, 8 de Junho de 2013

Eu li... Alberto Pimenta

MAS QUE MEMÓRIA

 

mas que memória

podemos ter

de nós?

e de qual tempo?

 

deste tempo exterior

em que

depois de criados

e decifrados

os consensuais alfabetos

da exploração

da vida

chegou o projecto Stardust

com material inalterado

desde o início

do sistema solar,

que não nos diz

se então já havia actos de amor

e portanto

não nos diz nada (?)

 

é preciso emparedar o demente

que propõe que podia haver

o que não há.

e outros

como ele.

 

acham-se todos

cada vez mais

perdidos

no meio do próprio ruído,

carregando

males

e mails

como se a diferença

entre ambos estes termos

não fosse

apenas o espaço

de uma ou outra letra,

e a ressonância

da voz do homem

que treme fora como a terra dentro.

 

 

In “Imitação de Ovídio”

Editora & Etc

 

Alberto Pimenta

N. 1937

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Segunda-feira, 3 de Junho de 2013

Eu li... Luís Filipe Parrado

TEORIA DA NARRATIVA FAMILIAR

 

Naquele tempo o meu pai trabalhava

por turnos

como herói socialista

no sector siderúrgico

e dormia com a minha mãe.

A minha mãe esfregava

a sarja encardida:

a água ficava da cor da ferrugem.

Havia, por perto, um cão

esgalgado,

sempre a rondar.

Depois, a minha irmã nasceu

e eu fui obrigado

a rever a minha mitologia privada do caos.

Entre uma coisa e outra

aprendi a mentir.

E isso, não sei se sabem, mudou tudo.

 

In “Entre a carne e o osso”

Edições Língua Morta

 

Luís Filipe Parrado

N. 1968

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Visitas desde Agosto.2008


contadores digitales

.Ano IX

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Eu li...

. Eu li... Olavo Bilac

. Eu li... António Botto

. Eu li... Charles Baudelai...

. Eu li... Su Dongbo

. Eu li... Jacinta Passos

. Eu li... Laura Riding

. Eu li... Carlos Drummont ...

. Eu li... Juan Ramón Jimén...

. Eu li... Vincenzo Cardare...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds