Domingo, 28 de Abril de 2013

Eu li... Mia Couto

SOTAQUE DA TERRA

 

Estas pedras

sonham ser casa

 

sei

porque falo

a língua do chão

 

nascida

na véspera de mim

minha voz

ficou cativa do mundo,

pegada nas areias do Índico

 

agora,

ouço em mim

o sotaque da terra

 

e choro

com as pedras

a demora de subirem ao sol

 

 

In “Raiz de Orvalho e Outros Poemas”

Editorial Caminho

 

Mia Couto **

(Escritor Moçambicano)

N. 1955

 

 

** Nome literário de António Emílio Leite Couto

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Terça-feira, 23 de Abril de 2013

Eu li... Ermelinda Duarte

SOMOS LIVRES

 

Ontem apenas

fomos a voz sufocada

dum povo a dizer não quero;

fomos os bobos-do-rei

mastigando desespero.

 

Ontem apenas

fomos o povo a chorar

na sarjeta dos que, à força,

ultrajaram e venderam

esta terra, hoje nossa.

 

Uma gaivota voava, voava,

assas de vento,

coração de mar.

Como ela, somos livres,

somos livres de voar.

 

Uma papoila crescia, crescia,

grito vermelho

num campo qualquer.
Como ela somos livres,
somos livres de crescer.

 

Uma criança dizia, dizia:

"Quando for grande

não vou combater".

Como ela, somos livres,

somos livres de dizer.

 

Somos um povo que cerra fileiras,

parte à conquista

do pão e da paz.

Somos livres, somos livres,

não voltaremos atrás.

 

(Single, DECCA SPN179G, 1974)

 

Ermelinda Duarte

N. 1946

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 18 de Abril de 2013

Eu li... D. Francisco Manuel de Melo

O ÓDIO E O AMOR

 

Ouvi que o Ódio e o Amor

Jogaram a matar um dia,

A quem matava melhor:

Um se armou todo de dor,

Outro todo de alegria.

 

Ia o Ódio, o arco atesado,

Sempre envolto em fúria brava,

Fero, medonho, indignado:

Ia o Amor, mui repousado,

Salvando a quantos topava.

 

As gentes, que o Ódio viam

De tal jeito, anteparavam,

E as mais sem parar fugiam:

As setas se lhe perdiam,

Como do arco lhe voavam.

 

Mas indo delas fugindo

Os tristes homens com medo,

Eis o Amor, que era já indo,

Vai matando e vai ferindo,

Muito falso, e muito quedo,

 

Depois ao fazer da conta,

Com ser destro o Ódio e membrudo,

Não fez nada, ou tanto monta;

E o Amor só, sem perder ponta,

Tinha morto quase tudo.

 

Donde de certo se sabe,

Que por mais que o Amor estude,

Inda o Ódio é menos grave;

Somos tais, que em nos não cabe

Excesso, nem de virtude.

 

 

In “Obras Métricas”

 

D. Francisco Manuel de Melo

1608 – 1666

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sábado, 13 de Abril de 2013

Eu li... Natália Correia

Ó VÉSPERA DO PRODÍGIO

 

Creio nos anjos que andam pelo mundo,

Creio na Deusa com olhos de diamantes,

Creio em amores lunares com piano ao fundo,

Creio nas lendas, nas fadas, nos atlantes,

 

Creio num engenho que falta mais fecundo

De harmonizar as partes dissonantes,

Creio que tudo é eterno num segundo,

Creio num céu futuro que houve dantes,

 

Creio nos deuses de um astral mais puro,

Na flor humilde que se encosta ao muro,

Creio na carne que enfeitiça o além,

 

Creio no incrível, nas coisas assombrosas,

Na ocupação do mundo pelas rosas,

Creio que o Amor tem asas de ouro. Ámen.          

 

 

Sonetos Românticos IV

 

In "Poesia Completa "

Edições D. Quixote

 

Natália Correia

1923 – 1993

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Segunda-feira, 8 de Abril de 2013

Eu li... Maria Irene Costa

CHUVISCO

 

Que saudade, meu amor,

Daquela chuva miudinha

Que era a tua e era minha,

Que molhava nosso rosto,

Em pleno mês de Agosto!

 

Hoje deitado à lareira,

Ping, ping, na caleira,

Contigo ao fogo enlaçado,

Sonho ainda acordado,

Com as lágrimas na folhagem.

Ping, ping, não é miragem

(Que felizes, Deus meu!).

 

E a chuva miudinha

Continua tua e minha,

Mas já não molha nosso rosto

E não estamos em Agosto!

 

 

In “O Livro da Nena” – Fevereiro de 2008

Papiro Editora

 

Maria Irene Costa

N. 1951

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quarta-feira, 3 de Abril de 2013

Eu li... Maria Rita Valente-Perfeito

PRINCESA PERFEITÍSSIMA

 

À rainha D. Leonor

 

Nobreza de alma mais do que riqueza,

Tesoiros de valor no coração,

Nasceu em Portugal, linda princesa,

A glória e o louvor desta Nação.

 

Chorando um filho amado, essa tristeza

Redobra-lhe a ternura e a devoção,

E adopta como filha a Pobreza,

Na mais total e pura doação.

 

“Misericórdia”! Clamam, noite e dia,

A Dor, a Angústia e a Fome que, à porfia,

Esmolam caridade aos abastados.

 

Princesa perfeitíssima! És modelo

Desse Ideal de Amor, supremo e belo,

Que fez de ti a Mãe dos deserdados!...

 

 

In "Poemas de uma Vida"

Gráfica Almondina

 

Irmã Maria Rita Valente-Perfeito

N. 1920

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Visitas desde Agosto.2008


contadores digitales

.Ano IX

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Eu li...

. Eu li... Olavo Bilac

. Eu li... António Botto

. Eu li... Charles Baudelai...

. Eu li... Su Dongbo

. Eu li... Jacinta Passos

. Eu li... Laura Riding

. Eu li... Carlos Drummont ...

. Eu li... Juan Ramón Jimén...

. Eu li... Vincenzo Cardare...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds