Sexta-feira, 28 de Setembro de 2012

Eu li... António Ferreira

AQUELES OLHOS, QUE EU DEIXEI CHORANDO

 

Aqueles olhos, que eu deixei chorando,

Cujas formosas lágrimas bebia

Amor, com as suas tendo companhia,

Ante os meus se em vão representando.

 

Os saudosos suspiros, que arrancando

Das almas, em que da troca Amor fazia,

Que a que ficava, era a que partia,

E a que ia, a ficava acompanhando,

 

Aquelas brandas, mal pronunciadas

Palavras da saudosa despedida

Entre lágrimas rotas, e quebradas,

 

E aquelas alegrias esperadas

Da boa tornada, já antes da partida,

Vivas as trago, não representadas.

 

 

In “Poemas Lusitanos” – 1598

Mandado publicar por seu filho, Miguel Leite Ferreira

 

António Ferreira

1528 – 1569

 

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Domingo, 23 de Setembro de 2012

Eu li... Jorge de Sena

"QUEM A TEM..."

 

Não hei-de morrer sem saber

Qual a cor da liberdade.

 

Eu não posso senão ser

Desta terra em que nasci.

Embora ao mundo pertença

E sempre a verdade vença,

Qual será ser livre aqui,

Não hei-de morrer sem saber.

 

Trocaram tudo em maldade,

É quase um crime viver.

Mas embora escondam tudo

E me queiram cego e mudo,

Não hei-de morrer sem saber

Qual a cor da liberdade.

 

 

In “Fidelidade”

 

Jorge de Sena

1919 – 1978  

 

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Terça-feira, 18 de Setembro de 2012

Eu li... Fiama Hasse Pais Brandão

INÊS DE MANTO

 

Teceram-lhe o manto

para ser de morta

assim como o pranto

se tece na roca

 

Assim como o trono

e como o espaldar

foi igual o modo

de a chorar

 

Só a morte trouxe

todo o veludo

no corte da roupa

no cinto justo

 

Também como o choro

lhe deram um estrado

um firmal de ouro

o corpo exumado

 

O vestido dado

como o choravam

era de brocado

não era escarlata

 

Também de pranto

a vestiram toda

era como um manto

mais fina que a roupa

 

 

In “Barcas Novas”

Editora Ulisseia

 

Fiama Hasse Pais Brandão

1938 – 2007

 

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quinta-feira, 13 de Setembro de 2012

Eu li...Massillon Machado

ALVORADA

 

Morrem no céu a últimas estrelas,

Finda Brumosa a noite azul de maio...

E sons esparsos de aves tagarelas,

Cantam baixinho, como num ensaio!

 

Pintam-se, do horizonte nas ourelas

As curvas da montanha, a um dúbio rio,

E a noite, com seu manto de cautelas,

Desfalece num lírico desmaio.

 

O céu, então, se banham de livores,

Dissipam-se as neblinas pelo vento,

Evola-se o perfume de mil flores!

 

E a natureza, noiva descuidada,

Acordada, num bocejo sonolento,

Ao beijo cintilante da alvorada!

 

 

In “A poesia de Massillon Machado”

 

Massillon Machado

(Poeta Brasileiro)

1899 – 1972

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sábado, 8 de Setembro de 2012

Eu li... Reinaldo Ferreira

MEU QUASE SEXTO SENTIDO

 

Por detrás da névoa incerta,

Da bruma desconcertante,

Há uma verdade encoberta,

Que é, por trás da névoa incerta,

Intemporal e constante.

 

Oh névoa! Oh tempo sem horas!

Oh baça visão instável!

Que mal meus olhos afloras,

Em vão transmutas, descoras...

Meu olhar é infatigável.

 

Quero saber-me quem sou

Para além do que pareço

Enquanto não sei e sou!

Nuvem que a mim me ocultou,

Ai! Meramente aconteço.

 

Com menos finalidade

De que uma folha caída

Na boca da tempestade,

Porque ele é, na verdade,

Morte a caminho da Vida;

 

E eu não sei donde venho

Nem sei, sequer, p'ra aonde vou.

 

Rompa-se a névoa encoberta!

Quero saber-me quem sou!

 

 

Livro I - Um voo cego a nada

 

In “Poemas”

 

Reinaldo Ferreira

1922 – 1959

 

 

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Segunda-feira, 3 de Setembro de 2012

Eu li...Carla Queiroz

EXTREMO

 

o extremo

da generosidade

e da arrogância

faz

com que

cada

um

seja

benditamente

mais estúpido

do que

o

outro

 

seja,

um,

cada um,

benditamente,

mais

tonto

que

o outro

 

 

In “Todos os sonhos. Antologia da Poesia Moderna Angolana” 

União dos Escritores Angolanos

 

Carla Queiroz

(Poetisa Angolana)

N. 1968

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Visitas desde Agosto.2008


contadores digitales

.Ano IX

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Eu li...

. Eu li... Olavo Bilac

. Eu li... António Botto

. Eu li... Charles Baudelai...

. Eu li... Su Dongbo

. Eu li... Jacinta Passos

. Eu li... Laura Riding

. Eu li... Carlos Drummont ...

. Eu li... Juan Ramón Jimén...

. Eu li... Vincenzo Cardare...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds